Home / Blog
Blog
Se inflação ficar acima do previsto, salário mínimo pode ser maior que R$ 1.006 em 2019
19/11/2018

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou que, caso a inflação suba mais que o esperado pelo governo, o salário mínimo pode ser maior que o originalmente estipulado.

 
                      
 
O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou que, caso a inflação suba mais que o esperado pelo governo, o salário mínimo pode ser maior que o originalmente estipulado.
 
O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou nesta terça-feira que a variação da inflação pelo INPC pode ficar mais alta que a prevista pelo governo no projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2019, o que abriria a porta para um salário mínimo maior que o de R$ 1.006 originalmente estipulado para o ano que vem.
 
Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento (CMO), ele lembrou que cada R$ 1 de elevação no valor do salário mínimo implica necessidade adicional de R$ 304 milhões em gastos da União, aumentando a pressão sobre um Orçamento já apertado por crescentes gastos obrigatórios.
 
À exceção do INPC, o governo segue vendo os demais indicadores econômicos em linha com os traçados quando enviou o PLOA de 2019 ao Congresso, no fim de agosto, avaliou Colnago. Entram neste balaio a alta de 2,5% para o PIB no ano que vem, uma Selic média de 7,17% e uma taxa média de câmbio de R$ 3,62 por dólar.
 
A regra atual estipula que o salário mínimo deve ser corrigido pelo INPC dos 12 meses anteriores somado ao crescimento da economia de dois anos antes.
 
Nas estimativas do Orçamento do ano que vem, o INPC de 2018 foi projetado em 4,20%. Nos 12 meses até outubro, o indicador ficou em 4%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), inclusive, deverá decidir logo nos primeiros meses do ano como será a nova fórmula de cálculo do salário mínimo, que baliza o pagamento a servidores e aposentados, com forte relevância orçamentária. Isso deverá ser feito até 15 abril, quando deverá enviar ao Congresso o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020.
 
 


Fonte:
 Reuters/Estadão
Categoria: Departamento Pessoal


  
Vídeos
DESEMPREGO NO BRASIL | Visual News
DESEMPREGO NO BRASIL | Visual News
O Visual News de hoje aborda pesquisa feita pelo IBGE apontando que o desemprego é maior entre nordestinos, mulheres e negros. Confira matéria: ...
SEGURO-DESEMPREGO PELA INTERNET | Visual News
ENDIVIDAMENTO POR CARTÃO DE CRÉDITO | Visual News
O CÂNCER DE PRÓSTATA NO BRASIL | Visual News Especial Novembro Azul
DESCONTRAÇÃO NO AMBIENTE CORPORATIVO | Visual News
AUMENTO SALARIAL & FATOR PREVIDENCIÁRIO | Visual News
Ver todos os vídeos
Categorias
Postagens mais recentes
• Sua empresa está preparada para as exigências legais que entram em vigor em 2019?
• Optantes pelo Pert precisam prestar informações este mês para manterem os benefícios
• Regras do seguro-desemprego mudarão a partir de 2019
• ICMS não integra a base de cálculo de contribuição previdenciária, decide STJ
• Correios vão emitir carteira de trabalho em parceria com Ministério
• Plenário analisa projeto que libera FGTS para quem pedir demissão


Uma empresa do Grupo  
Matriz

(19) 3471-0670 / 3475-7210
Dona Amábile Boer, 17
Jd. Bela Vista
CEP: 13.471-612
Americana/SP
Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Aumai Oxycom