Home / Blog
Blog
Primeira parcela do 13º salário deve ser paga até dia 30
26/11/2018

Nas cidades onde houver feriado, data limite é dia 29; quase 85 milhões de pessoas devem receber um total de R$ 211,2 bilhões em 2018

 
                      
 
Termina no próximo dia 30 (sexta-feira) o prazo para o pagamento da primeira parcela do 13º salário de 2018. Nas localidades onde for feriado, como o Distrito Federal (que comemora o Dia do Evangélico), a gratificação deve ser paga até o dia 29. A data limite para a segunda parcela é 20 de dezembro.
 
Para este ano, a previsão é de que 84,5 milhões de pessoas recebam o 13º salário, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). São 48,7 milhões de trabalhadores ativos e 35,8 milhões de aposentados e pensionistas. A instituição estima que R$ 211,2 bilhões sejam injetados na economia (R$ 139 milhões dos empregados formais ativos). O valor médio do benefício é de R$ 2.320 por pessoa.
 
O 13º salário tem natureza de gratificação (gratificação natalina) e está previsto na Lei 4.749/1965. A determinação é de que o benefício seja pago em duas vezes e que a primeira parcela seja quitada entre 1º de fevereiro e 30 de novembro.
 
Quem recebe - Todo trabalhador que atuou por 15 dias ou mais durante o ano – e que não tenha sido demitido por justa causa – tem direito à gratificação. Quem se desligou da empresa deve receber pagamento proporcional ao período trabalhado.
 
Com a modernização trabalhista, é proibido que convenção e/ou acordo coletivo de trabalho suprimam ou reduzam o 13º salário. Para os contratos intermitentes, o empregado recebe também o proporcional, mas ao final de cada prestação de serviço.
 
Atraso - Quem não receber a primeira parcela até a data limite deve procurar as Superintendências do Trabalho ou as Gerências do Trabalho para fazer a reclamação. Outra opção é buscar orientação no sindicato de cada categoria. A empresa que não fizer o pagamento no prazo pode ser autuada por um auditor-fiscal do Ministério do Trabalho e pagar multa pela infração.
 
O pagamento da primeira parcela pode ocorrer também por solicitação do próprio trabalhador, por ocasião das férias.Neste caso, o empregado deve fazer o requerimento por escrito ao empregador até janeiro do mesmo ano.
 
 


Fonte:
Ministério do Trabalho.
Categoria: Departamento Pessoal


  
Vídeos
INTERRUPÇÃO E SUSPENSÃO DE CONTRATO DE TRABALHO | Visual News
INTERRUPÇÃO E SUSPENSÃO DE CONTRATO DE TRABALHO | Visual News
O Visual News de hoje aborda a diferença entre interrupção e suspensão de contrato de trabalho. Matéria completa: https://bit.ly/2IwUqTA REDES SOCIAIS ...
ATRASO NA ENTREGA DO IMPOSTO DE RENDA | Visual News
INSS & SEGURO-DESEMPREGO | Visual News
O QUE É O PIS? | Visual News
DECLARAÇÃO DE DEPENDENTES IRPF 2019 || Visual News
IMPOSTO DE RENDA DE PESSOA FÍSICA 2019 | Visual News
Ver todos os vídeos
Categorias
Postagens mais recentes
• Distinção entre interrupção e suspensão do contrato de trabalho
• Horas extras foi o principal tema das ações trabalhistas de 2018
• Termina hoje prazo para inscrição dos empregados de empresas do Simples no eSocial
• Governo pretende simplificar e desburocratizar atividade dos pequenos negócios
• Nova regra do INSS restringe empréstimos a novos beneficiários
• Governo quer acabar com tributação sobre folha salarial


Uma empresa do Grupo  
Matriz

(19) 3471-0670 / 3475-7210
Dona Amábile Boer, 17
Jd. Bela Vista
CEP: 13.471-612
Americana/SP
Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Aumai Oxycom